Francisco Beltrão é a 2ª cidade do Paraná a receber aceleradora do Sistema Fiep

quinta-feira, 08 de agosto de 2019

Aceleradora

O Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná) inaugurou ontem em Francisco Beltrão sua segunda aceleradora de startups. O prédio fica localizado na Rua Castro, fundos da sede do Sesi/Senai, Bairro Miniguaçu. A solenidade contou com a presença de vários dirigentes, entre eles o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, o vice-presidente, Claudio Petricoski, o conselheiro do Senai e vice-presidente da Acefb, Edgar Behne, o presidente do Sinvespar, Claudio Latreille, presidente do Sindimetal, Olcimar Tramontini, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Francisco Beltrão, Inácio Pereira, entre outros.


As startups receberão apoio para aprimorar seus negócios e participarão de um programa de crescimento com duração de 12 meses, dividido nas seguintes fases: diagnóstico, mentoria, validação de mercado e investimentos.


Durante o processo de aceleração, o Sistema Fiep ajudará a estruturar planos de ação e de negócios, desenvolvimento de portfólio de produtos e serviços, além de levantar potenciais investidores e clientes. A aceleradora terá capacidade de atuar com quatro startups residentes e quatro não residentes.


Edgar Behne foi o primeiro a se pronunciar e lembrou do projeto de incubadoras desenvolvido em parceria com a Associação Empresarial. “A aceleradora veio bem a calhar porque aqui teremos uma continuidade. Importante esse incentivo para o desenvolvimento dos novos negócios”, comentou.


Cládio Petrycoski disse que a gestão de Campagnolo, a frente da Fiep, foi a que mais visitou e investiu no interior do Estado. Sobre a aceleradora, o empresário salientou que a tecnologia está cada vez mais presente na vida das pessoas e também das organizações. Pato Branco foi a primeira cidade do Estado a receber a aceleradora do Sistema Fiep.


O secretário Inácio Pereira, que representou o prefeito Cleber Fontana, falou que “é uma alegria e um orgulho muito grande ter em nosso município uma aceleradora da Fiep para fomentar o empreendedorismo entre os jovens que muitas vezes saem das universidades com ideias borbulhando, mas não têm onde aplicar”.


Boas ideias surgem em qualquer lugar
Campagnolo explicou que quando alguém tem uma boa ideia ela vai para uma incubadora e o passo seguinte é a aceleradora. “A partir disso ela já se torna um negócio e passa a ter a possibilidade de receber aportes financeiros de investidores anjos. É o que acontece ao redor do mundo hoje. É uma revolução tecnológica e da informação irreversível. E as boas ideias podem nascer em qualquer lugar, até na barranca de um rio.”


O presidente da Fiep falou que tem conversado com empresários e que há um novo acréscimo nos negócios desde 1º de janeiro. “Ainda não é o ideal, está longe do ideal, mas a gente percebe que de 1º de janeiro para cá está em transformação a visão econômica do País.”

Próximas cidades a receber a aceleradora
A Aceleradora Sistema Fiep tem como objetivo desenvolver empresas que possuam um negócio com perspectiva de mercado e crescimento em escala, com produto, serviço ou processo inovador que gere impacto social ou ambiental. Está previsto o lançamento de outras aceleradoras em Maringá, Toledo, Ponta Grossa, e uma segunda unidade na capital paranaense, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Curitiba já tem uma há 15 anos.


 
PDRI - Plano de Desenvolvimento Regional Integrado - Sudoeste do Paraná
Fone: +55 46 3524-0558